Efemeridade


E daqui, deste banco, vejo tudo passar... Algumas coisas, pessoas, passam por mim devagar. Chegam até a parar. Param por um momento, mas logo depois continuam a caminhar. E junto com elas passa também o tempo. Ao contrário delas, ele não para. Ele segue... tornando tudo o que vejo efêmero e digno de apreciar cada detalhe, porque eles são únicos e também passarão. E esse vento frio que passa levando consigo as folhas desta árvore, as quais darão lugar a folhas novas, me faz perceber que o que estou vivendo hoje também seguirá. O que estou vivendo de bom e o que chega a me magoar. Preciso apreciar esse vento, esse momento. Não importa se a chuva vier para atrapalhar, ela também passará. E as pessoas, o tempo, o vento, as folhas, a chuva, esse momento... em seu simples caminhar vieram me ensinar que eu preciso viver o hoje, porque ele... Ele também irá passar.

"Não faças da tua vida um rascunho. Poderás não ter tempo de passá-la a limpo."
(Mário Quintana)

9 comentários:

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Lindo texto!
Lindo o Blog!

Suzy Carvalho disse...

mto bom o texto =)

Guilherme Lombardi disse...

Belissimo texto!

OGROLÂNDIA disse...

tudo na vida passa. o máximo que pode acontecer é ficar uma cicatriz, mas tudo vai embora.
nada na vida é certo e pouca coisa fica para sempre.

Gabriel disse...

Nossa, pegou no ponto fraco, sou super do Quintana, e inclusive tenho livros de poesia dele. A frase dele casou perfeito com teu texto. Ele é um autor que sempre falou do tempo.

Tempo.. torna nossa existência tão breve e insignificante. O interessante é surpreender-se com a vida, com as pequenas coisas, fazer delas grandes momentos, e assim eternizá-los.

Fazia tempo que não vinha por aqui, ocupado que sou. E realmente gostei do que escrevestes, me fez refletir tanto.

Continue assim senhorita Joyce,
beijão pra ti.

Lucas Esteves disse...

É bem certo que as coisas passam, mas nem tudo some. Aquilo que conseguimos captar - não somente com os olhos, mas com sentimento, coração - fica impresso na gente. Seja pessoas ou uma paisagem, ou a lembrança de uma simples folha. A lembrança é uma forma de existir, não essa forma convencional e concreta, mas uma forma diferente, pouco explorada mas não menos importante.
Uma forma de provar que a lembrança existe, é que sem ela, eu nada sou, ou sou muito pouco. Preciso lembrar de lugares, de amigos, amores, que fizeram parte de mim e sempre farão.

Mas se não conseguirmos captar tais momentos, aí sim, eles passam...o tempo passa...a gente passa por ele...e a vida se degenera...

Adorei teu texto, me fez pensar bastantee, desculpa por te incomodar com tantos pensamentos :-)

Continue escrevendo coisas lindas assim , pois quando são lidas, é um pouco de vc que fica em cada leitor, parabéns!

http://estevespensando.blogspot.com/

Inez disse...

Tudo na vida passa, as alegrias, tristesas, tudo passa.

Guilherme Lombardi disse...

excelente texto, muito bem escrito, parabéns!

Kαmile Rαbelo disse...

passei um tempo sumida da blogsfera, mas não podia deixar de retornar e visitar seu blog, que como sempre traz belos textos e com mensagens que nos fazem refletir. Parabéns. Realmente devemos viver o hoje, porque o amanhã não existe e o ontem já passou. Beijinhos querida

Postar um comentário

Seu comentário pode ser seu cartão de visita.

Obrigada pelo comentário!

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti