Dos desejos

Queria um dia ser...
Silêncio para os que não sabem calar
Palavras para os que não sabem falar
Alegria nos dias tristes
Na tempestade, calmaria
Na ausência, o calor do abraço
E nas páginas em branco...
Motivo de poesia.

Joyce Kelly

Permita-se

Não vedes que as coisas precisam sofrer certa metamorfose, seguir novos caminhos, alçar novos voos? Não compreendes que as pessoas mudam, que precisam mudar para adequar-se a essas coisas? Não entendes que há coisas que você nunca vai entender? Ainda preferes lamentar a morte da lagarta a ver a beleza da borboleta?
Olhe-se fora de si. O que tens feito? Como tens feito? Às vezes precisamos fazer isso, nos olharmos com outros olhos, como se fôssemos desconhecidos de nós mesmos. E somos. Sinceramente, não sei quem sou, e no fundo, você também não sabe quem é. Você não se permite saber. Você espera que o outro te fale. Você não precisa do outro para ser feliz. Você precisa ser feliz para ter o outro.
Vai, abraça as mudanças, olhe-a com outros olhos, olhe-se com outros olhos. E no fim você descobrirá que o que realmente vale a pena é o que faz você sentir...
 Que VOCÊ vale a pena.

“Vou olhar os caminhos, o que tiver mais coração, eu sigo.” (Caio F.)

Pessoas es-pe-ci-ais...

Há pessoas que são como o sol, aquele, do início da manhã, que temos o prazer em esperar, que nos aquece e ilumina o nosso dia. Há pessoas que são como passarinho que canta livre na manhã calma de uma casa simples, que temos o prazer em ouvi-lo, sentir a melodia singela que ecoa por todos os lados. Há ainda aquelas que são como flor que desabrocha, exalando perfume, atraindo beija-flores, que nos atrai e nos encanta. Há pessoas que de tão especiais nos faz sentir-se também especial. Ela nos faz senti-las próximas mesmo quando não estão. Carinhos da alma, guardados na memória, sentidos no coração. Há pessoas que mesmo quando cala, parece nos recitar poesias, apenas com o olhar. Que com um simples abraço nos faz sentir-se protegidos de todos os perigos do mundo. Há pessoas que só de sabermos que elas existem já sentimos aquele gosto bom de vitória e de seguir em frente porque sabemos que elas estarão lá, na primeira cadeira, nos aplaudindo em pé. E que mesmo que nossa vitória tarde um pouco elas também estarão lá se não em pessoa, mas em coração. Pessoas que nos faz ver que viver vale a pena mesmo quando a própria vida tenta nos mostrar o contrário. Que nos faz sentir que o amor existe e que quando uma pessoa realmente existe na outra, quando ela nos faz bem, quando nos ama, tudo tem outra cor, outro brilho, tudo faz mais sentido. Que bom que essas pessoas existem. Que bom que você existe.
 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti