A boca fala que sim, mas...


Às vezes, mesmo que relutemos em não querer lembrar algo, não conseguimos esquecer. Fica tão claro, tão latente em nossa mente, que parece que acabou de acontecer, quando na verdade já aconteceu faz muito tempo. Será que queremos esquecer mesmo? Será que estamos, de fato, lutando contra a nossa memória? Tentando não obedecê-la? Não. Foi algo intenso... Talvez uma intensidade que nos fez bem, e que por isso não conseguimos esquecer. Ficou ali, feito uma cicatriz. Podemos, por um momento, esquecer que ela está em nosso corpo, mas ela continua lá, ela não se apaga. Essa cicatriz pode ser resultado de um momento de aventura, que queríamos aproveitar e esquecer os riscos e acabamos “caindo”, se machucando, e lá está ela em nosso corpo, em nossa mente. Mas vivemos aquele momento e ele não sai de nosso pensamento, ele continua lá. Queremos remover a cicatriz, apagá-la... mas ela não sai, porque no fundo foi bom. Não foi boa a dor, a queda, foi boa a aventura, o que vivemos antes de ter caído. Talvez seja por isso que não consigamos esquecer. Na verdade, não é que não conseguimos, é que não queremos mesmo. A boca fala que sim, mas o coração nos mostra o contrário.

"Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração." (William Shakespeare)


10 comentários:

J P F O X disse...

De vez em quando é bom não esquecer das coisas. Assim os erros não se repetem, melhoramos nossa conduta e avaliamos mais nossas atitudes.
Até mais...

Vanda Ferreira disse...

É difícil esquecermos certas cicatrizes, mas eu simplesmente tento não olhar no espelho as marcas. É como se eu tentasse meio que dizer um "não" as coisas que passaram, por que se passaram e não tiveram continuidades é porque elas devem ser deixadas lá... no nosso passado.

Adoreiiiiiiiiiii o blog lindoooo
estou te seguindo!

Beijos e Sucesso!

Kαmile Rαbelo disse...

É dificil esquecer as cicatrizes que temos na vida, mas tudo serve de um aprendizado. Mais uma vez amiga Joyce: parabéns!

Renan Paglia disse...

Fácil é viver, difícil é esquecer...

Porém acredito que as aventuras e até os erros do passado nos fazem refletir e amadurecer como pessoa.

Alexandre Terra disse...

complicado esquecer certas coisas, o tempo vai cobrindo as magoas e demais sentimentos, mas nunca vao chegar a enterra-las de fato

Gi disse...

Miga vc esta de parabéns pelos textos postados aki em seu blog..Adoreii.Bjão

Fernanda Toledo disse...

Difícil dixar o que vivemos. Bom ou ruim, este foi o caminho que a vida percorreu.
Não podemos fingir que certa parte não existiu, mas podemos fazer dela apenas uma lembrança, sem mágoa, ódio ou rancor. Podemos moldá-la para que esta faça parte da nossa história, sem interferir no futuro que se constrói. Deixar que o passad seja mais presente que o próprio presente, é um erro lastimável.
É possível continuar amando a lembrança terna que temos, mas é preciso laçar com mais amor o presente que nos rodeia.

Lindo seu texto!
Grande beijo.

Luis Otavio disse...

é com certas coisas que nunca esquecemos que aprendemos a viver não é? errando e aprendendo, acertando e aprendendo...
Acho que isso faz parte.. precisamos das lembranças boas e ruins da nossa vida para nos ensinar como seguir em frente.

abraços
http://www.thepiratex.net/

Dave. disse...

Muito legal o texto. me lembrei de coisas que aconteceram no meu passado que na verdade, foi ruim só no momento que passei, mas depois serviu para que eu não cometesse o mesmo erro. legal ne

Arathane disse...

Obrigada pela visita flor ... estou te seguindo ... seu texto ficou muito legal ... cicatrizes, quem não tem uma ? eu tenho várias que as vezes olho pra elas e ainda dóem ... culpa das nossas lembranças né ... mas que seria da gente sem lembranças, sem dores, sem cicatrizes ... é um ingrediente fundamental para nossa evolução, nossa maturidade ... beijos

Postar um comentário

Seu comentário pode ser seu cartão de visita.

Obrigada pelo comentário!

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti