Entre a ESPERAnça e os risos fúteis... A decisão.



Pés descalços, pernas cansadas acompanhando o cansaço da sua alma, olhar que vagueia buscando ser preenchido por algo naquela imensidão do nada. Mãos vazias, braços frios, corpo entregue à espera do incerto. E perdidos em ser, sentir ou estar, parece ainda haver esperança. Esperança de pés calçados, pernas e alma aliviadas, olhar repleto de algo. Mãos preenchidas, corpo que acolha e possa ser acolhido. E enquanto alguns se deleitam do preenchimento demasiado do seu corpo e da sua alma, se vangloriando com o nível do seu sucesso, eles ainda esperam alcançar o primeiro degrau. Em alguns momentos chegam alguns para mostrar-lhes esse degrau, chegam para alimentar a esperança que às vezes parece se perder junto com eles naquela imensidão vazia, mas estes que os alimentam são os mesmos que logo os deixam faminto, porque esse alimento em forma de esperança dura apenas alguns meses, dura o suficiente para que em troca dessa esperança de algo melhor o outro possa usá-la para alcançar, não o primeiro degrau, mas o topo. Talvez nós não possamos fazer nada para alimentá-los, talvez não possamos acolhê-los, mas certamente podemos fazer o bom uso de nossa consciência e da nossa razão para escolher quem deverá estar nesse topo. Talvez ele ou ela como tantos outros não façam nada, mas pelo menos não seremos uns dos responsáveis em tirar a esperança de algo melhor para essas famílias, para o país, em troca de coisas fúteis e cenas cômicas em frente à tevê. A escolha é sua!

"De qualquer tipo que seja a pobreza, ela não é a causa da imoralidade, mas o efeito. "(Thomas Carlyle)


21 comentários:

Érico Pena disse...

Lindo texto, a começar pelo trocadilho do título! gostei, parabéns e sucesso no blog :)

Kell Alves disse...

Para quem axa q não pode fazer nada é só lembrar q as Eleições vêm aí.
Muito bom!

Matheus Galvão disse...

Com toda a rzão, precisamos de mobilização real, às vezes agir é mais útil que a pura contribuição à distancia, sem sentimento de realidade.

Lindo texto... obrigado pela visita!

Estamos comemorando 2 anos e são visitantes como você que me dá prazer em escrever mais!!!
Seguindo, espero que me siga tb
http://retadevista.blogspot.com/

palavras ao vento disse...

texto forte...que mostra a realidade de muitas pessoas...

marcela disse...

gostei do seu blogggg


por apontar a realidade q tds fingem naum ver! beijos!

Zélio Marulo Jr. disse...

Enquanto não enxergarmos o sofrimento alheio como também sendo nosso, nada mudará, crianças continuarão a sofrer, a serem exploradas, e a sociedade permanecerá com a cabeça baixo fingindo não ver o que está bem embaixo de seus narizes.

Bons Ventos!!

Lua Nova disse...

Seu texto é denso e demonstra sua consciência e sensibilidade, sua lucidez perante o fatos da vida. É nas mãos de jovens como vc cuja dignidade e responsabilidade social não foram corrompidas pela ganância estúpida e destrutiva, que está o futuro deste planeta tão lindo.
Eu acredito na integridade de vcs, jovens, geração índigo.
Minha linda, tem um selo pra vc lá no Chocolate. É uma forma de demonstrar meu carinho.
Espero que vc goste.
Beijokas.

Will Monteiro disse...

E entre todas essas incertezas, nós deveriamos pensar que eles não precisam apenas de comida, roupa ou qq necessidade fisica. Deveriamos começar a pensar também em doar amor. Porque nada melhor do que um sorriso, do que se sentir amado para continuar a creer na tal ESPERAnça.
Textooo muiiito lindo *.*
Amei a forma como vc se doou ao texto.
=* Linda.

Inez disse...

Seu texto é excelente, gostei muito.
A última frase resume o texto inteiro e é a mais pura verdade.

LUCECCY disse...

QUE BLOG LINDO!
ADOREI TUDO!=)
ESPERANÇA!! NÃO PODE SER CONFUDINDO COM ESPERA SEM AÇÃO,NÉ?
BJO

Victor Von Serran disse...

Seus comentarios são pertinentes..
obrigado pela visita..
seguindo.

http://universovonserran.blogspot.com

Leandro Hellsing disse...

Obrigado pelo comentário no meu blog!

Texto excelente, metafórico e agressivo! Parabéns!

Abraço!
Leandro Hellsing

ADILSON JORGE disse...

Costumo dizer que Esperança é a arte de estar esperando. Acho que coisa de destino, não sei ...

Parabéns pelo texto e blog.

Beijos

Jeh Pagliai disse...

Lindo... Triste mais infelizmente real :(

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

Fernando disse...

Resumiu bem, seu post, com a frase de Carlyle.
É isso, mesmo!

Concordo e assino embaixo.

abs,
Fernando Piovezam
seuanonimo.blogspot.com

Gabriel disse...

Espera... esperança... as vezes essas palavras parecem coisas distantes, das quais estamos sempre a aguardar. Mas será que virá? Aquela mudança, aquela certeza, aquele "degrau... será?

Até que ponto vale a pena, ter esperança e acreditar? Ser realista pois? Não sei, a escolha é nossa.

Parabéns mais uma vez senhorita Joyce pelo texto. Gostaria de poder conversar contigo, pena nunca vê-la on line no msn (risos!)

Beijão!

meus instantes e momentos disse...

gostei do texto, (e do título)
Maurizio

Kαmile Rαbelo disse...

Belissimo texto em Joyce... Que as pessoas reflitam nisso e temtem fazer a diferença. Que as pessoas tomem consciencia em escolher bem seus candidatos nas eleições. E que tentem de alguma forma ajudar a plantar um futuro melhor para todos! Pensar coletivo, é pensar grande!

Pérola Anjos disse...

Texto lindo, forte e bem mais que pertinente!

A escolha é nossa e que ela seja a certa, sempre!

Beijo doce!

gĄgő® disse...

Muito legal seu blogger querida, seu texto ficou muito bonito. Parabéns!

Ah sim.. claro..

Seguindo!!


srgagoworld.blogspot.com

Victor Bertão disse...

Ultimamente está sendo comum ler em diversos blogs sobre política e ,claro, sobre o próximo processo eleitoral que o Brasil passará em menos de um mês. Contudo, não havia encontrado nenhum que tivesse tratado o tema de maneira tão criativa e pertinente. Gostei muitoo, de verdade mesmo.

PArabéns pelo blog e pelos textos.

Se puder, me visite.

Abraçoss

Postar um comentário

Seu comentário pode ser seu cartão de visita.

Obrigada pelo comentário!

 
© Template Scrap Suave|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti